Moro critica Lula e Bolsonaro e faz discurso de presidenciável em evento de filiação ao Podemos

Marcelo Casal / Agência Brasil

Marcelo Casal / Agência Brasil

O ex-juiz e ex-ministro da Justi√ßa Sergio Moro anunciou nesta quarta-feira (10), oficialmente, a entrada dele na pol√≠tica eleitoral ao se filiar ao partido Podemos, numa cerimônia em Bras√≠lia. Com auditório lotado, Moro discursou por 50 minutos. Lembrou seu histórico no combate à corrup√ß√£o durante a Opera√ß√£o Lava-Jato e a redu√ß√£o de √≠ndices de criminalidade enquanto atuou como ministro.

Sergio Moro deixou a magistratura para assumir o Ministério da Justi√ßa a convite do presidente Jair Bolsonaro, logo no in√≠cio do governo. Em abril do ano passado, pediu demiss√£o do cargo de ministro e saiu do governo, afirmando que n√£o teve o apoio prometido no combate à corrup√ß√£o e acusando o presidente de tentar interferir na Pol√≠cia Federal.

No discurso desta quarta, reafirmou a falta de apoio durante o per√≠odo em que esteve no ministério. Disse que a filia√ß√£o n√£o é um projeto pessoal, mas que o nome dele estar√° sempre à disposi√ß√£o, no que foi entendido como uma poss√≠vel candidatura à Presid√™ncia. Criticou a divis√£o do pa√≠s, o aumento da infla√ß√£o e do desemprego. Condenou agress√Ķes a jornalistas. Lamentou as mortes pela Covid e elogiou a ci√™ncia e a dedica√ß√£o de médicos e funcion√°rios da sa√ļde.

Moro acentuou que o projeto de combate à corrup√ß√£o é essencial para viabilizar as reformas, erradicar a pobreza, diminuir as desigualdades, controlar a infla√ß√£o, preservar a responsabilidade fiscal e prover sa√ļde, educa√ß√£o e seguran√ßa.

"Precisamos falar sobre corrup√ß√£o. Muitos me aconselharam a n√£o falar sobre o assunto, mas isso é imposs√≠vel. Combater a corrup√ß√£o n√£o é um projeto de vingan√ßa ou de puni√ß√£o. É um projeto de justi√ßa na forma da lei. É impedir que as estruturas de poder sejam capturadas e dessa forma viabilizar as reformas necess√°rias para melhorar a vida das pessoas. É um projeto para termos um governo de leis que age em benef√≠cio de todos, e n√£o apenas de alguns. Chega de corrup√ß√£o, chega de mensal√£o, chega de petrol√£o, chega de rachadinha. Chega de or√ßamento secreto. No fim, chega de querer levar vantagem em tudo e de enganar o povo brasileiro", afirmou.